Archive for the ‘Programação’ Category

Requisitos mínimos para usar a Unreal engine 3.

6 de novembro de 2009

Para quem quiser testar a Unreal engine 3 além de baixar o software seu computador precisa ter no mínimo:

* Windows XP SP2 or Windows Vista (é provável que já funcione com o Windows7)
* Processador com 2.0+ GHz (o site não menciona o número de núcleos, então Pentium4 e AMD Atlhon servem)
* 2 GB de memória RAM
* Placa de vídeo com Shader Model 3
* 3 GB de espaço livre em disco (isto só para o programa, fora o espaço necessário para o conteúdo do seu jogo)

No entanto a Epic recomenda:

* Windows Vista 64 SP2 (afinal irá lidar com muita memória RAM)
* Processador 2.0+ GHz com multi-core (Intel Core2Duo e AMDPhenonII)
* 8 GB System RAM
* NVIDIA 8000 series or higher graphics card (ATI series 5000 obtém excelentes resultados também)
* Muito, mas MUITO espaço em disco dependendo do seu projeto.

Antes de se preocupar com os requisitos de hardware é importante lembrar que dependendo do seu projeto e considerando que seja um jogo feito para aprender como usar a engine, os requisitos mínimos de hardware atendem bem a situação.

 

Agora a Unreal engine 3 pode ser baixada de graça!

6 de novembro de 2009

Se você desenvolve jogos, sabe que é muito dificil conseguir acesso as boas engines de desenvolvimento. Ainda que este quadro tenha mudado um pouco nos últimos anos, afinal a microsoft já distribui o framework XNA e o Visual Studio gratuitamente para os estudantes, mas e para aqueles que não estão matriculados em uma universidade como fica, usar software não licenciado? A Epic respondeu esta questão, eles disponibilizam a engine Unreal 3 pra você de graça e sem perguntas! É claro que esta engine tem propósitos educacionais, mas se você lançar um jogo comercial, o pessoal da Epic  tem planos para facilitar o processo de licença da engine.

[Vimeo 7455547 ]

Outra opção é usar uma engine aberta como a Blender Game engine.

Logo que as férias da universidade começarem, vou iniciar o projeto para desenvolvimento de um jogo, ainda estou decidindo alguns detalhes e juntando umas lascas para comprar um novo computador, quem quiser saber mais sobre o meu trabalho deixe um comentário.

Respirar, uma questão dimensional. Parte1

11 de outubro de 2009

Olá a todos, há alguns dias atrás um amigo me pediu um algoritmo de uma pessoa acordando, então comecei a descrever os passos necessários (segundo o meu ponto de vista) para completar esta tarefa, após algumas instruções ele me interrompeu e disse que havia erros no meu “código”, curioso quis observar o “debug” dele.
Ele me disse que eu deveria ter adicionado uma instrução para respirar.
Logo retruquei: –E por acaso você necessita se concentrar e relembrar a si mesmo de que precisa respirar!? Pelo que sei o ato de respirar independe da vontade da pessoa, senão ao dormir morreríamos. Como argumento ele respondeu que não se trata de uma pessoa e sim de um algoritmo, por isso é preciso adicionar a instrução. Logo respondi que este nível de complexidade depende do projeto apresentado; ele me pediu um algoritmo descrevendo os passos necessários para UMA PESSOA acordar e NÃO UM ROBÔ!!! E mesmo se fosse um robô, por que iria precisar dessa instrução? Por acaso é um ANDROID!? E nisso volto a questão inicial: Qual a real dimensão do problema a ser resolvido? Em qual tipo de linguagem será escrito, de alto nível ou baixo nível?
O maior erro cometido por alguns desenvolvedores é não terem idéia do problema que terão de resolver, e não é do macroprocesso apenas que estou falando e sim do conceito “dividir para conquistar”.Por vezes observo casos onde os problemas não são divididos de forma equilibrada.
Continua…

Para aqueles que vão direto ao código! Eu Vim!

27 de setembro de 2009

O Vim é um editor simples, minimalista ao extremo e que exige alguma atenção e paciência para aprender a usar, mas com a adição de alguns plugins seu uso melhora muito.
Se pra você interface gráfica é um mero detalhe, o editor VIM já deve ser conhecido de longa data, mas para aqueles que ainda estão aprendendo a usar, ou usam um editor mais amigável como o Gedit ou o Kate e querem se aventurar no Vim, recomendo o uso do plugin SnipMate:


Assim fica muito fácil programar sem errar a sintaxe!

Também recomendo a leitura do artigo do Henrique gogó para ajudar na instalação dos plugins do Vim.
Até vejo o rosto feliz de alguns desenvolvedores que com certeza irão COMENTAR sobre este post. 🙂

Como desenvolver funções em C ANSI parte I

21 de setembro de 2009

Existem dois tipos de funções em C, as que retornam valor e as que não retornam valor. Assim vamos começar pelas que não retornam valor fazendo um programa que soma dois números inteiros.

Veja o código:

#include <stdio.h>

void soma (int, int); //protótipo da função (declaração da função)

main ()

{

int a,b;

printf(“\n Entre com A e B números:”);

scanf (“%d%d”,&a,&b);

 

soma (a, b); // chamada da função soma e passando dois valores

}

void soma(int a, int b)/*na sequência recebe o valor de a, recebe o                           valor de b*/

{

      int c;

      c=a+b;

printf(“\n%d+%d=%d\n”,a,b,c);

system (“pause”);

}

 

As funções servem para reduzir um grande problema em problemas menores, facilitando assim o trabalho de construção de um programa.

Os problemas são então encapsulados em módulos que nada mais são do que funções.

E dentro destes módulos, são usadas variáveis que só existem dentro de uma função.

Logo mais veremos como fazer uma função que retorne um valor para a função principal. Até lá!

Participamos da maratona de programação e…..

19 de setembro de 2009

……. e participamos com o orgulho de saber que estávamos entre os melhores candidatos classificados pelos seus respectivos campus das universidades de São Paulo.

Na competição a equipe Blubits teve um bom desempenho, porém tivemos alguns problemas com o nosso compilador e por isso não terminamos tão bem quanto gostaríamos, mesmo assim foi uma excelente experiência e desde de já estamos nos preparando para o próximo ano, quando voltaremos a competir no torneio da ICPC.

Bom fim de semana pessoal!

Diretivas de compilação parte I – Definições

13 de setembro de 2009

Boa tarde Galera,

Esse é meu primeiro post em BluBits e gostaria de parabenizar a essa nossa equipe pela iniciativa desse blog.

Começo conversando sobre uma técnica de programação bastante usada na linguagem C/C++ que são as chamadas de diretivas de compilação. Antes de entrarmos em detalhe precisamos entender como um compilador, em qualquer linguagem que seja  funciona.

O que é compilar?

Compilação é o processo de “tradução” do programa escrito em uma linguagem de programação para um formato no qual o computador entenda. A compilação gera um  arquivo – binário (executável) a partir do código fonte.

Fonte: http://pt.wikibooks.org/wiki/Programar_em_C%2B%2B/Compila%C3%A7%C3%A3o

Um programa em  C/C++ assim com em outras linguagens pode-se utilizar qualquer editor de texto para ‘escrever o código de seu programa’,  porque antes se criar o programa executável,  código passa por algumas etapas, são elas:

– Pré-compilador

-Compilador

-Linker

No assunto das diretivas, iremos abordar o pré-compilador e nos posts seguintes veremos os outros.

O pré-compilador ou pré-processador

O pré-compilador é um programa que examina o programa fonte e executa certas modificações nele, baseado nas diretivas de compilação (ou diretivas do pré-processador). As diretivas de compilação são comandos que não são compilados, sendo dirigidos ao pré-processador, executado pelo compilador antes da execução do processo de compilação propriamente dito.

Portanto, o pré-processador modifica o programa fonte, que ainda não estaria pronto para ser entregue ao compilador. Todas as diretivas de compilação são iniciadas pelo caractere # (sharp). As diretivas podem ser colocadas em qualquer parte do programa, mas não podem ser colocadas na mesma linha que outra diretiva ou instrução.

As principais diretivas de compilação são:

  • #include
  • #define
  • #undef
  • #ifdef
  • #ifndef
  • #if
  • #else
  • #elif
  • #endif

No próximo post irei abordar cada uma das diretivas até mais e uma boa semana…

Torneio estadual de programação e a equipe Blubits vai participar.

13 de setembro de 2009

Pessoal, semana que vem a equipe Blubits vai participar do torneio de programação da ICPC, será a primeira fase do torneio, assim vamos enfrentar os participantes do estado de São Paulo, por isso acredito que o nº de postagens venha a ser reduzido esta semana.

Este torneio é patrocinado pela IBM.

Espero no próximo domingo poder postar ótimas notícias, fiquem ligados!

Vencemos o 7º Torneio de programação!!!

30 de agosto de 2009

Pessoal é com muita satisfação que escrevo esta notícia, ontem em todos os campus da UNINOVE foi realizado um torneio de programação e o nosso grupo (cujo nome é o mesmo deste blog) ficou em primeiro lugar na competição lá no campus memorial.

Foi antes de tudo muito divertido, pois tivemos a oportunidade de testar o que aprendemos e vimos do que somos capazes de fazer.

Infelizmente não houve premiação alguma….. mas já sabia disso.

No mês de setembro teremos outro torneio e vamos nos esforçar para ganhar mais este desafio (espero que da próxima vez tenha uma premiação).