Archive for the ‘Games’ Category

Uma nova e muito promissora geração de processadores está por vir.

7 de maio de 2013

A necessidade é a mãe de todas as invenções.

Este Processador quer tomar o lugar das APU's AMD e das GPU's discretas.

Este Processador quer tomar o lugar das APU’s AMD e das GPU’s discretas.

Estamos às vésperas de uma nova geração de consoles e apesar do WiiU já ter sido lançado com novos recursos computacionais muito interessantes, a indústria que desenvolve os jogos não se moveu a tempo de mostrar a aplicação destes recursos. Isso acaba gerando um processo encadeado onde não ocorre a massa crítica fundamental para que os novos equipamentos sejam demandados.

Agora com o tão aguardado lançamento do novo Xbox e do já anunciado Playstation 4 é hora de subir mais um pouco a performance dos componentes que irão integrar os novos computadores tanto dos desenvolvedores (afinal sem eles, não temos jogos) quanto dos jogadores e pra facilitar a vida de quem não vai investir 3 Mil reais num PC, temos a disposição CPU’s híbridas conhecidas como APU (Unidade de Processamento Acelerado) que “a grosso modo” é  uma união entre um processador e uma placa de vídeo discreta. Só que até então apenas a AMD oferecia um produto adequado nesta categoria.

Só que a Intel não quer perder a fatia do mercado de PC’s de baixo custo e pra melar com a concorrência, pretende lançar  um processador (apenas para fabricantes/integradores autorizados) com 128MB de memória eDRAM integrada.

Apesar do nome chamativo a memória eDRAM é basicamente a mesma memória RAM que vai soquetada numa placa-mãe comum, porém esta não precisa seguir o padrão de construção da RAM comum. A Intel vai usar essa memória adicional como um cache L4 onde tanto a CPU quanto a GPU poderão acessá-la num barramento muito maior que o da memória tradicional, provavelmente a 512 bits e no mesmo clock do processador, se a latência desta memória for baixa, o pc vai “voar” para o usuário. Abrir uma nova aba no navegador enquanto ouve música ou aguardar uma nova luta no Street Figther vai demorar bem menos.

Para os fabricantes e montadores de PC e laptops (não Ultrabooks) isso é uma ótima notícia, já que poderão montar um equipamento mais barato e mesmo assim entregar um produto de qualidade para as lojas.  Quem vai ter de correr atrás do prejuízo é a concorrência, no caso a NVidia e a AMD que terão de produzir placas discretas ainda melhores e mais em conta ou no caso da AMD produzir APU’s  mais eficientes e baratas.

Infelizmente no “Brazil” onde tudo ficou pra depois da Copa e das “Olímpiadas” sabe lá quando e a que preço esses novos processadores irão chegar……

Pra quem quiser ir de APU mesmo, aí já tem disponível.

Quer saber mais sobre esse processador muito interessante que a Intel vai lançar? Eu li aqui.

Desmontando a curiosidade

19 de abril de 2011

Difícil é saber quem conseguiu montar depois. rs

Quem nunca pensou em como é que o computador faz pra exibir uma imagem?

Eu sempre fui muito curioso em saber como as coisas funcionavam. Nos dias em que não podia sair com a bike ou jogar bola (admito, fui péssimo no futebol, sempre era o goleiro por razões óbvias) procurava desmontar as coisas como rádios velhos, pilhas (crianças não façam isso!), carrinhos eletrônicos que já estavam quebrados (alguns eu consertei!) o ferrorama…. Enfim queria saber como eram por dentro, suas engrenagens e mecanismos.

Com a informática não foi diferente, demorei muito pra me tornar um programador, procurei primeiro aprender com funcionava um S.O. e por meio das suas ferramentas resolver os problemas que encontrava, antes de ir pras profundezas do código-fonte. Afinal código-fonte e Windows não combinam, não é mesmo? No Linux, pude finalmente entender alguns conceitos da computação gráfica já que o X server lhe permite fazer várias experiências (quase sempre com resultados desastrosos) mas me deu a chance de entender esse conceito.

Nos dispositivos eletrônicos a tela nada mais é que uma matriz, e cada ponto desta matriz possui um valor que representa a cor daquele pixel, da mesma forma que uma imagem matricial, porém a tela é atualizada  várias vezes por segundo e por isso o processamento do vídeo demanda mais tempo do processador ou na maioria dos casos um processador dedicado a esta tarefa e um módulo de memória rápido o bastante para que não sejam percebidas as “travadas” na imagem decorrentes da queda do número de quadros por segundo de imagens enviadas para a tela.

É por isso que aquele jogo recém lançado requer uma placa gráfica melhor, ou um upgrade no processador ou até mesmo um micro novo para ter a capacidade de processamento necessária pra gerar todas aquelas animações de modo convincente.

E pensar que atualmente um computador capaz de executar plenamente os jogos de última geração ultrapassa a capacidade de processamento bruto dos supercomputadores do começo dos anos 1990!

Requisitos mínimos para usar a Unreal engine 3.

6 de novembro de 2009

Para quem quiser testar a Unreal engine 3 além de baixar o software seu computador precisa ter no mínimo:

* Windows XP SP2 or Windows Vista (é provável que já funcione com o Windows7)
* Processador com 2.0+ GHz (o site não menciona o número de núcleos, então Pentium4 e AMD Atlhon servem)
* 2 GB de memória RAM
* Placa de vídeo com Shader Model 3
* 3 GB de espaço livre em disco (isto só para o programa, fora o espaço necessário para o conteúdo do seu jogo)

No entanto a Epic recomenda:

* Windows Vista 64 SP2 (afinal irá lidar com muita memória RAM)
* Processador 2.0+ GHz com multi-core (Intel Core2Duo e AMDPhenonII)
* 8 GB System RAM
* NVIDIA 8000 series or higher graphics card (ATI series 5000 obtém excelentes resultados também)
* Muito, mas MUITO espaço em disco dependendo do seu projeto.

Antes de se preocupar com os requisitos de hardware é importante lembrar que dependendo do seu projeto e considerando que seja um jogo feito para aprender como usar a engine, os requisitos mínimos de hardware atendem bem a situação.

 

Agora a Unreal engine 3 pode ser baixada de graça!

6 de novembro de 2009

Se você desenvolve jogos, sabe que é muito dificil conseguir acesso as boas engines de desenvolvimento. Ainda que este quadro tenha mudado um pouco nos últimos anos, afinal a microsoft já distribui o framework XNA e o Visual Studio gratuitamente para os estudantes, mas e para aqueles que não estão matriculados em uma universidade como fica, usar software não licenciado? A Epic respondeu esta questão, eles disponibilizam a engine Unreal 3 pra você de graça e sem perguntas! É claro que esta engine tem propósitos educacionais, mas se você lançar um jogo comercial, o pessoal da Epic  tem planos para facilitar o processo de licença da engine.

[Vimeo 7455547 ]

Outra opção é usar uma engine aberta como a Blender Game engine.

Logo que as férias da universidade começarem, vou iniciar o projeto para desenvolvimento de um jogo, ainda estou decidindo alguns detalhes e juntando umas lascas para comprar um novo computador, quem quiser saber mais sobre o meu trabalho deixe um comentário.

Novo parque temático da SEGA em Dubai,

8 de outubro de 2009

SEGA Republic

Aproveitando a matéria do novo portátil da Tectoy, publico também esta notícia: Foi inaugurado um parque temático da SEGA no maior shopping center do mundo o Dubai Mall. São 7km² de área apenas para o parque!

Quem for viajar pra Dubai nas férias de fim de ano e for fã do Sonic já tem um local certo pra visitar.

Quem sabe nas próximas férias não passo por lá.

Maiores informações no site oficial do parque.

Eu vi esta notíca neste site aqui, um site bem legal pra quem  gosta do Sonic.

A Tectoy atualizou o seu Megadrive portátil.

8 de outubro de 2009

Agora o MDplay aceita cartões SD, vem com 20 jogos na memória interna e dispõe de seis botões (fora o direcional),  mas o preço ainda precisa ser reduzido, embora já melhorou em relação ao preço praticado antes; me lembro de ver esses aparelhos por R$300,00 e só dispor dos jogos na memória e vinha apenas 10 jogos!

Hoje o aparelho sai por R$150,00 (ainda caro, mas já melhorou bastante) e com o suporte ao cartão SD já podemos expandir o conteúdo, uma coisa muito bem vinda seria a possibilidade de criar jogos novos para o aparelho dando novo fôlego para as vendas do portátil.

Outro recurso interessante seria a integração com o Zeebo, numa relação semelhante ao VMU no Dreamcast e o GameBoy Advance no Nintendo Gamecube, onde os saves dos jogos sejam gravados no portátil e recursos extras sejam obtidos assim, isso com certeza faria valer a aquisição.

Veja como ficou o MDplay.

O portátil vem com seis botões, bom para jogar Street fighter e mortal Kombat.

O portátil vem com seis botões, bom para jogar Street Fighter e Mortal Kombat.

Jogar em qualquer lugar esta ficando cada vez mais fácil.

Como não tem conectividade nenhuma, deveria ter um preço menor, mas isso só com isenção de impostos, cadê o incentivo à industria nacional…..

ATI Radeon 5000 series, se você pretende montar um PC pra jogar, considere esta série.

6 de outubro de 2009

Se você juntou umas lascas pra comprar aquela máquina pra jogar, espere um pouco mais, pois a ATI lançou a nova Radeon 5870 já preparada para rodar os jogos usando o DirectX11!  Brevemente veremos em nossas lojas esta belezinha, mas é claro que com o dolar em baixa fica difícil não buscar direto no “Novo ovo“, fiz alguns cálculos e por menos de R$1.200,00 (já incluso os impostos) podemos obtê-la se tivermos um amigo pra trazer dos EUA. Agora se a grana estiver curta, a ATI Radeon 5850 pode sair por menos de R$500,00 (com alguma sorte)!

Estas placas diferem principalmente na quantidade de Stream processors, isto reflete diretamente na performance do processamento paralelo que é o mais usado pelos jogos e não adianta o overclock na 5850 para tentar chegar na perfornace da 5870, mesmo assim pela diferença de preços, e sabendo que poucos irão notar as melhorias com todos os recursos ativados a 5850 é uma boa opção.

O vídeo abaixo mostra a evolução da ATI usando o DirectX.

Para aqueles que já possuem o windows7,  já podem testar as melhorias que o DirectX11 (ainda beta) pode fazer aos jogos. Dentre as melhorias trazidas pelo DirectX11 podemos destacar:

Cálculos de física nos jogos feitos direto pelo hardware usando a engine Bullet, a qual possui código fonte aberto e pode ser melhorada pela comunidade, imagine o ganho de performance nas próxima versões dos drivers quando os próprios desenvolvedores e os jogadores puderem colaborar na produção destes drivers. A Nvidia usa uma engine proprietária a PhysX, então se quiser alguma revisão, espere pela boa vontade da Nvidia.

Estas placas também suportam aplicativos desenvolvidos usando as bibliotecas OpenCL onde a GPU ajuda o CPU a processar os programas, aplicações científicas de grande precisão, tais como análise geográfica, modelos moleculares, entre outros os quais serão muito beneficiados com com esta implementação. Sem falar nas aplicações mais comuns como a renderização de vídeos e até mesmo bancos de dados podem ser otimizados usando OpenCL ou a biblioteca própria da ATI a Brook+, porém esta última leva uma ligeira desvantagem em relação a integração que a biblioteca CUDA da Nvidia oferece para os desenvolvedores de software, enquanto que a biblioteca OpenCL por ser mais abrangente é mais difícil de se trabalhar, contudo uma vez dominada pelo desenvolvedor é imbatível, já que tanto Nvidia quanto a ATI e outros fabricantes a suportam.

Estas placas também oferecem o suporte ao Eyefinity, assim múltiplos monitores podem ser usados para compor uma única tela chegando à resoluções altas como: 5760×2400!

Baixo consumo de energia, a ATI informa que a 5870 deve consumir em média 180W, logo uma fonte de 600W pode dar conta do PC com folga.

Boa refrigeração, a placa usando todos os recursos chega a 53ºC. Lembrando que o gabinete precisa ser bem espaçoso já que a placa é grande, fico pensando no tamanho que terá a 5870X2, será enorme com certeza.

Resumindo, muitos recursos, baixo consumo de energia, e muito mais barata que a concorrente, a Nvidia terá um grande desafio pra bater esta série  da ATI.

Sul-coreanos desenvolvem um minigame portátil.

5 de outubro de 2009

Em 1.999 a Bandai lançou um portátil chamado Wonderswan, que como muitos outros, tentou competir contra o Gameboy, mas pouco tempo após o seu lançamento, ele caiu por terra e durou menos que o NeoGeo pocket da SNK.

Dez anos depois uma empresa na Coréia do Sul a Hardkernel, desenvolveu um aparelho com um design muito semelhante ao do wonderswan, mas com a performance do iPhone 3GS e inclusive com o mesmo processador  Samsung S5PC100 (CortexA8) 667/833Mhz! Lembrando que o processador chega em 833Mhz por meio de overclock.

A tela é multi-touch e possui a resolução 320 x 480 (HVGA), tem conexão pela rede Wi-Fi b/g e Bluetooth.

Veja as especificações detalhadas aqui.

Os jogos podem ser tão complexos quanto os jogos de PSP.

Os jogos podem ser tão complexos quanto os jogos de PSP.

Uma das características mais importantes deste aparelho é o suporte ao sistema operacional Android de fábrica, o que pode trazer vários aplicativos livres e facilitar a criação de emuladores para aquelas plataformas que nunca esquecemos.

O único senão para o aparelho é o preço estimado em US$200,00! Se este for o preço do aparelho não vai rolar.

Veja o Odroid em ação.

Os jogos 2D ainda vivem!

4 de outubro de 2009

Apesar da redução no desenvolvimento de jogos em 2D, principalmente dos jogos que recebem grande destaque na mídia especializada, eles ainda existem e continuam bons como sempre foram, porém hoje eu assisti um vídeo sobre a morte dos jogos 2D, muito hilário! E não se esqueçam dos jogos 2D.

Novos rumores reforçam a entrada da Apple no mercado de consoles.

3 de outubro de 2009

Segundo Yves Guillemot, CEO da Ubisoft, no futuro veremos a Apple atuando no mercado de jogos não apenas com o iPhone, mas com o seu próprio console.

É claro que isso não passa de um pedido do CEO da Ubisoft para a Apple adicionar esta funcionalidade no seu Apple TV.

No passado a Apple lançou o Pippin, um console que não vingou, pois não tinha uma identidade (foco) não tinha nem o apoio da própria Apple, quem fabricava era a Bandai.

Console fracassado da Apple.

Espero que a Apple não faça um novo Pippin.

Eu mesmo não acredito que a Apple esteja pronta para lançar um console, se vier a lançar, será algo semelhante ao Wii.

Não que isso seja ruim, mas pela forma como a Apple trabalha será um console sem fios, com alguma interatividade com o iPhone ou o iPod touch, não produzirá seus próprios jogos e estes usarão OpenCL. Se depender dos Maclovers será um sucesso de vendas, será que o pessoal de cupertino está realmente produzindo um novo console? Logo saberemos.