RAID Parte – XI

by

Configuração de RAID

Vamos a parte BOA DO RAID AGORA!!!!!

Antes de configurar qualquer um dos níveis de RAID, siga os seguintes procedimentos:

  • Instale as ferramentas para RAID:
  • Observe conteúdo do arquivo /proc/mdstat:
  • Este arquivo você sempre irá verificar para checar as configurações de RAID. Observe que nenhum dispositivo de RAID está atualmente ativo.
  • Crie as partições que você desejar incluir em sua configuração de RAID, por exemplo:
  • O próximo passo dependerá do nível de RAID que você escolheu usar; estaremos vendo a seguir cada uma destas configurações.
    # rpm -ivh raidtools*
    raidtools ############################## #
    # cat /proc/mdstat
    Personalities : read_ahead not set
    unused devices: <none> #
    # fdisk /dev/hda
    Comando (tecle m para obter ajuda): n

3.4.1. Modo Linear

Se você tem duas ou mais partições que não são necessariamente do mesmo tamanho. Você poderá concatenar uma com a outra.

Crie o arquivo /etc/raidtab para descrever sua configuração. Uma raidtab para dois discos em modo linear, terá uma aparência semelhante a esta:

    raiddev /dev/md0
    raid-level linear
    nr-raid-disks 2
    chunk-size 32
    persistent-superblock 1
    device /dev/hda6
    raid-disk 0
    device /dev/hda7
    raid-disk 1

Nos exemplos utilizaremos duas ou três partições de aproximadamente 1GB, sendo elas hda5, hda6 e hda7, dependendo da configuração de RAID. Discos sobressalentes não são suportados aqui. Se um disco falhar, o arranjo irá falhar juntamente com ele. Não existem informações que possam ser colocadas em um disco sobressalente.

Para criar o arranjo execute o comando:

    # mkraid /dev/md0
    handling MD device /dev/md0
    analyzing super-block
    disk 0: /dev/hda6, 1028128kB, raid superblock at 1028032kB
    disk 1: /dev/hda7, 1028128kB, raid superblock at 1028032kB #

Isto irá inicializar o arranjo, escrever os blocos persistentes e deixar pronto para uso. Checando o arquivo /proc/mdstat você poderá ver que o arranjo está funcionando:

    # cat /proc/mdstat
    Personalities : [linear]
    read_ahead 1024 sectors
    md0 : active linear hda7[1] hda6[0] 2056064 blocks 32k rounding
    unused devices: <none>
    #

Agora você já pode criar um sistema de arquivos, como se fosse em um dispositivo normal:

    # mke2fs /dev/md0
    mke2fs 1.18, 11-Nov-1999 for EXT2 FS 0.5b, 95/08/09
    Filesystem label=
    OS type: Linux
    Block size=4096 (log=2)
    Fragment size=4096 (log=2)
    257024 inodes, 514016 blocks
    25700 blocks (5.00%) reserved for the super user
    First data block=0
    16 block groups
    32768 blocks per group, 32768 fragments per group
    16064 inodes per group
    Superblock backups stored on blocks:
        32768, 98304, 163840, 229376, 294912
    Writing inode tables: done
    Writing superblocks and filesystem accounting information: done

Criar um ponto de montagem e montar o dispositivo:

    # mkdir /mnt/md0
    # mount /dev/md0 /mnt/md0
    # df
    Filesystem 1k-blocks Used Available Use% Mounted on
    /dev/md0 2023760 20 1920940 0% /mnt/md0 #

Observe que o tamanho total é de aproximadamente 2GB, pelo fato de termos feito uma concatenação de duas unidades, cada uma com aproximadamente 1GB.

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: